Cursos - FIB está entre as 15% melhores faculdades do país - .::FIB BAURU::.

FIB está entre as 15% melhores faculdades do país

Faculdade recebeu nota 4 no IGC, a melhor de Bauru.




Por Selma Miranda

 
O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão vinculado ao Ministério da Educação (MEC), divulgou em 24 de novembro o Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição (IGC)- indicador de qualidade que  avalia a educação superior com notas de 1 a 5. As instituições com 4 e 5 são consideradas excelentes e notas abaixo de 3 são insatisfatórias.

As Faculdades Integradas de Bauru (FIB)  receberam nota  4 no IGC, o que a coloca dentre as 15% melhores faculdades do país  e  como a faculdade mais bem avaliada de Bauru. O índice sintetiza em um único indicador a qualidade de todos os cursos de graduação e pós-graduação stricto sensu da mesma instituição de ensino. O cálculo do IGC é realizado anualmente e leva em conta, entre outros aspectos,  a média do Conceito Preliminar de Curso (CPC)-indicador que avalia a qualidade dos cursos superiores- dos últimos três anos, relativos aos cursos avaliados da instituição, ponderada pelo número de matrículas em cada um dos cursos computados.

“Esse  é  um conceito que  demonstra a qualidade da instituição, existe a avaliação que é feita para se autorizar e reconhecer  um curso, depois tem uma avaliação externa feita com alunos, o  Enade, e temos também a avaliação institucional”, explica a diretora acadêmica da FIB Chiara Ranieri.  “Na verdade a nota 4 do IGC é uma composição de todas essas demais notas, ir bem em uma avaliação é excelente, mas quanto  você chega em um conceito 4 em uma nota que compõe todos esses itens realmente é uma forma de evidenciar uma qualidade efetiva da instituição, então para gente é um grande orgulho”, completa a Chiara.

A diretora avalia que a formação do corpo docente e os investimentos em infraestrutura foram fundamentais para a conquista da nota. “Temos cursos com mais de 70% de doutores, e incentivamos que os docentes busquem realmente uma titulação, além da vivência de mercado de trabalho. Aqui na FIB entendemos que dentro da formação acadêmica, o principal é o corpo docente, é uma preocupação muito grande para compor os professores de cada um dos cursos”, afirma a gestora.

Em relação a infraestrutura, o diretor acadêmico José Ranieri Neto conta que foram realizadas obras de acessibilidade em diferentes locais do campus e que as instalações elétricas foram trocadas para suportar os novos aparelhos de ar condicionado  inverter- com tecnologia ambientalmente correta. “Nós também trouxemos a Biblioteca Virtual Universitária (BVU), desenvolvida pela maior empresa de educação do mundo. E pensando em nossos futuros alunos, ampliamos os programas de acesso à instituição, como a possibilidade de um financiamento de até 50% da mensalidade”, afirma o diretor.


FIB do seu lado

Bruno Rossi formou-se em Produção Audiovisual  em  2015. Sobre sua passagem pela faculdade ele conta: “Sempre estudei em escola pública e quando cheguei aqui na FIB tive um pouco de dificuldade e os professores estavam sempre prontos a me ajudar e a dar força, independente do horário”, diz. “Outra coisa que me surpreendeu muito foi a possibilidade de poder emprestar  todos os equipamentos, isso foi muito bom, pois os equipamentos são caros”, relembra Bruno.

Os professores também são destacados pela aluna de Engenharia de Produção Marcela Franco, “Nosso curso tem um grande corpo docente, professores que têm mestrado e doutorado, que realmente sabem o que estão explicando”, conta Marcela.  Sobre a nota 4 no IGC a jovem afirma:  “é uma faculdade que mereceu ter recebido essa nota do MEC e  Engenharia de Produção no caso, é um curso excelente, que sempre nos dá dicas, palestras que nos dá uma visão de como é o mercado de trabalho, por isso, super indico o curso e a faculdade para futuros alunos”, finaliza a aluna.

 

Por que você deve saber o IGC da sua faculdade?

Elencamos abaixo cinco motivos para mostrar a importância de conhecer o  Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição (IGC):


 -Ele é um indicador que avalia a qualidade das instituições de educação superior.

-Ele é utilizado   como critério de qualidade para credenciamento, autorização e reconhecimento de cursos de graduação.

-Instituições que apresentam um resultado inferior a 3 podem ter seus pedidos de autorização de novos cursos negados pelo MEC.

-Um conceito baixo pode indicar uma tendência de fechamento ou de venda da instituição para os grandes grupos.

-O cálculo do IGC considera a média dos CPCs (Conceitos Preliminares de Curso) da instituição. O CPC, por sua vez,  tem como base o desempenho dos estudantes no Enade. O MEC  avalia a possibilidade de incluir a nota do Enade no histórico escolar dos estudantes.


 







Notícias FIB

Cursos

Ver todas
(14) 99822-3829
(14) 2109-6200
R. José Santiago, Quadra 15, Bauru - SP, 17056-120
FIB Bauru © 2018 - Todos os direitos reservados