Facebook Pixel Fallback

FIB é avaliada com nota 4 no IGC e está entre as melhores faculdades do país

Ao todo, os resultados foram calculados para 2.070 instituições (públicas e privadas), considerando os 24.145 cursos avaliados entre 2017 e 2019.




Por Selma Miranda

 

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão vinculado ao Ministério da Educação (MEC), divulgou em 23 de abril o Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição (IGC)- indicador de qualidade que  avalia a educação superior com notas de 1 a 5. As instituições com 4 e 5 são consideradas excelentes e notas abaixo de 3 são insatisfatórias. Ao todo, os resultados foram calculados para 2.070 instituições (públicas e privadas), considerando os 24.145 cursos avaliados entre 2017 e 2019.

As Faculdades Integradas de Bauru (FIB)  receberam nota  4 no IGC, o que as colocam dentre as 15% melhores faculdades do país  e  como a faculdade* mais bem avaliada de Bauru. O índice sintetiza em um único indicador a qualidade de todos os cursos de graduação e pós-graduação stricto sensu da mesma instituição de ensino. O cálculo do IGC é realizado anualmente e leva em conta, entre outros aspectos,  a média do Conceito Preliminar de Curso (CPC)-indicador que avalia a qualidade dos cursos superiores- dos últimos três anos, relativos aos cursos avaliados da instituição, ponderada pelo número de matrículas em cada um dos cursos computados.

"Esse  é  um conceito que  demonstra a qualidade da instituição. Existe a avaliação que é feita para se autorizar e reconhecer  um curso, depois tem uma avaliação externa feita com alunos, o  Enade, e temos também a avaliação institucional", explica a diretora acadêmica da FIB Chiara Ranieri.  "Na verdade a nota 4 do IGC é uma composição de todas essas demais notas, ir bem em uma avaliação é excelente, mas quanto  você chega em um conceito 4 em uma nota que compõe todos esses itens realmente é uma forma de evidenciar uma qualidade efetiva da instituição, então para gente é um grande orgulho", completa a Chiara.

A diretora avalia que a formação do corpo docente e os investimentos em infraestrutura foram fundamentais para a conquista da nota. "Temos cursos com mais de 70% de doutores, e incentivamos que os docentes busquem realmente uma titulação, além da vivência de mercado de trabalho. Aqui na FIB entendemos que dentro da formação acadêmica, o principal é o corpo docente, é uma preocupação muito grande para compor os professores de cada um dos cursos", afirma a gestora.

 

Por que você deve saber o IGC da sua faculdade?

Elencamos abaixo cinco motivos para mostrar a importância de conhecer o  Índice Geral de Cursos Avaliados da Instituição (IGC):


 -Ele é um indicador que avalia a qualidade das instituições de educação superior.

-Ele é utilizado   como critério de qualidade para credenciamento, autorização e reconhecimento de cursos de graduação.

-Instituições que apresentam um resultado inferior a 3 podem ter seus pedidos de autorização de novos cursos negados pelo MEC.

-Um conceito baixo pode indicar uma tendência de fechamento ou de venda da instituição para os grandes grupos.

-O cálculo do IGC considera a média dos CPCs (Conceitos Preliminares de Curso) da instituição. O CPC, por sua vez,  tem como base o desempenho dos estudantes no Enade. O MEC  avalia a possibilidade de incluir a nota do Enade no histórico escolar dos estudantes.


*Saiba a diferença entre faculdade, centro universitário e universidade.








Notícias FIB

Cursos

Ver todas
(14) 99771-0058 (GRADUAÇÃO)
(14) 99775-7636 (PÓS-GRADUAÇÃO)
(14) 99602-0940
(14) 99785-3416
R. José Santiago, Quadra 15, Bauru - SP, 17056-120
FIB Bauru © 2021 - Todos os direitos reservados